quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Joyeux Noel


Nossa semana aqui foi repleta de festinhas, encontros com amigos e clima de férias. Muito bom! A neve continua caindo e o clima de natal é a cada dia mais forte. Desde sexta passada que eu não páro em casa. Teve a fête de noel(nao tem o acento trema, snif!), depois Pub com amigos, show de graça do Tricot Machine num parque perto de casa à céu aberto (quase morri de frio, mas tudo bem), jantar com amigos queridos, admirar as pessoas patinando no gelo (dessa vez só admirar), almoço aqui em casa com amigos queridos que fiz na francisação 2, compras de presentes, ufa!!! Saidinha de "leve", com amigos e Be, era só um jogo de hockey que virou em boite e poutine às 4 da matina.(Poutine é o prato mais típico do Québec, advinhem o que é? Nada mais que batata frita, coberta com molho barbecue e bastante queijo, é gostoso pra caramba e bem calórico também).



Falando nisso, no inverno a gente come, come, come e nada, não engorda mesmo. Como o frio é de matar é só preparar o corpo pra aguentar bem. Mas ficar sem comer e sai não dá, eu passei mal duas vezes, agora como mesmo, hihihihi.
Bem, terminando com o tema de natal e comida, eu fiz duas comidas típicas do Brasil, um salpicão de frango para a festa da faculdade e mousse de maracujá para a festinha do trabalho de Be. Não precisa nem dizer, né? A galera caiu matando, todo mundo amou.

Gente, desejamos um Feliz Natal à todos e um Ano Novo de Grandes Realizações!

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Tempête de neige.

Na semana passada nós tivemos a primeira tempestade de neve. A metereologia dizia que cairia 6 cm de neve, caiu muito mais do que isso, a neve chegava no joelho. Começou a nevar detardizinha e até hoje neva. Quando nos acordamos no outro dia eu tive a impressão de que eu estava em um outro lugar. Estava tudo branco, os carros parados, os ônibus atrasados e lotados, o mêtro lotado, um caos! Mas esse desespero só durou um dia, eu fiquei 10 minutos no ponto de ônibus e todos passavam lotados e não paravam, no outro dia tinham 3 ônibus para cada horário, o mêtro funcionava rapidamente e tudo voltou ao normal. Mesmo com neve, chuva, a cidade uma lama, a vida flui normalmente.

video

E com o frio e neve, o que podemos fazer para aproveitar? Não podemos ficar em casa, esperando os 4 meses de frio intenso passar, né? Fomos esquiar esse final de semana e foi muito engraçado. Como eu não tinha noção nenhuma de como esquiar resolvi fazer uma escolinha. Eu e os pequeninos, kkkk. Mas valeu muito a pena, peguei todas as manhas facilmente. Melhor pagar mico uma vez do que sempre, né?
Foi muito legal, gostei muito da experiência. Só tem que estar em forma, porque exige muito esforço físico. Be faz snowboard, ele gosta mais e manda muito bem no esporte, tem jeito pro negócio.



À bientôt!

sábado, 4 de dezembro de 2010

Voyage à Québec.


Ontem, eu fui para a cidade de Québec com a turma do francês, quer dizer, com todo mundo do francês nível 3, a faculdade faz esse passeio com o objetivo de nos mostrar como funciona a vida política do país, principalmente da província (Québec), e um pouco da sua história, já que a cidade de Québec é a capital da província de mesmo nome, Québec.
A cidade é belíssima, muito mais bonita do que Montréal e muito mais organizada também. Apesar de ser bem menor, com seus 700.000 habitantes, a cidade tem uma estrutura invejável para o seu tamanho. Parece um presépio!
Bem, passamos o dia andando, num frio terrível, fui sem bota de neve, sofri muito com frio nos pés, cada dia que passa eu percebo que não podemos brincar com o frio.
Conhecemos o parlamento, o guia nos explicou as horas de trabalho dos políticos, e cá entre nós, bem diferente do horário de trabalho no Brasil.
Todo cidadão tem o direito de acompanhar cada votação dos projetos. As duas únicas coisas que devem ser feita é ligar para reservar seu lugar porque está sempre lotado e não fazer nenhum tipo de barulho durante as assembléias. Bem interessante, né?
A viagem foi show de bola, passamos 12 horas falando francês, uma overdose!!!!

Minha classe:


Kiyumi(brasileira), Jue(chinesa), Eu, Yuan Yuan(chinesa) e Itzel(mexicana):


À la prochaine!

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

As últimas!


Ai gente, vou contar uma coisa a vocês, a vida aqui está muito difícil depois dessa mudança de clima, a gente anda numa preguiçaaaaa!!!!! O dia começa cedo, eu acho que por volta das 7:00 (não sei dizer direito, nesse horário a gente está dormindo ainda) e escurece às 16:30. Quando eu saio do curso já está tudo escuro, noite mesmo, um frio, a única vontade que a gente tem é de dormir.


Esses dias eu fui num salão de beleza fazer mon sourcil (minha sobrancelha). Aqui é bem difícil de encontrar salões bons para o nosso padrão de beleza, elas fazem a sobrancelha bem fina, coisa que eu detesto. Num desses blogs que eu leio, foi indicado um salão Ami em côte-des-neiges (é um bairro de Montréal), fui lá pela segunda vez e gostei muito. A mulher que faz é uma indiana e a técnica também é indiana, a sobrancelha é feita com linha, é uma coisa impressionante e fica perfeita. Dói menos do que com a pinça.
E para as amigas que estão em Montréal, eu indico. Custa apenas 3,00 dólares e você paga mais 15% de pourboire (gorjeta), isso é, quem quiser dar porque eu vi que a maioria das québécoises não dão o pourboire.
Segue um vídeo da técnica indiana de fazer sobrancelha:
video

Mudando de assunto, essa semana eu mudei de sala na francisação, então preciso correr atrás do tempo perdido. Minha sala, quer dizer, minha ex-sala estava muito insatisfeita com a nova professora e eu também. Ela é péssima, não ensina nada, passa o tempo. Dela né?!? Porque a gente só perde tempo.
Bem, isso foi uma novela, fizemos carta pro governo, causamos a maior revolução na Universidade e no MICC (que é o ministério de imigração), depois de muita confusão eu pedi pra sair dessa disputa e resolvi cuidar da minha vida. Eu já estava entrando em pânico, 3 semanas de aula e nada de assunto, nada de aprender a língua.

Em relação a Be, ele está trabalhando como nunca, está cada vez mais apaixonado pelo "mundo livro" e está também muito apaixonado pelo clima. Os québécois nos perguntam se a gente pratica o esporte favorito do canadense. Eu ainda não estou praticando mas virou o esporte favorito mesmo pra Be. Ele olha todos os dias a temperatura do dia, dos próximos 3 dias, das próximas 3 semanas e por ai vai, rsrsrrs. É muito engraçado!!!

Esse final de semana fomos ao salão de livros de Montréal. Milhões de autores e milhões de livros para todos os gostos. Um mundo encantado para as crianças. O que tinha de livros para crianças... É impressionante como o governo estimula a cultura aos pequeninos.


Pai, olha só o que eu achei no salão de livros. Presque une declaration d'amour de moi à toi. Donc, je me déclare maintenant: je suis folle de Vava.

C'est tout.
Muitos beijos em todos.

domingo, 31 de outubro de 2010

La première neige


Fizemos um bolão com alguns amigos brasileiros que moram aqui e família no Brasil para ver quem acertava o primeiro dia de neve em Montréal. A pessoa mais imatura (todos nós somos) nesse assunto colocou o dia 30 de outubro e não foi que o danado do João acertou?!?!

Foi emocionante ver a neve caindo, fomos pra rua tirar fotos, Be parecia uma criança. Eu sai de pantufa, tomei logo um escurregão, também olha o juízo da pessoa, eu estava com preguiça de colocar a bota, o casaco, cachecol, tudo que o inverno demanda. Acordei hoje mal da garganta. Em apenas alguns minutos o frio pode causar vários problemas de saúde.

Mas enfim, a neve caindo é muito linda, agora só neva, segundo a metereologia, dia 11 de novembro.

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Fin de la session d'été


John(Colombiano),Alexis(Colombiano),Kiumy(Brasileira),Alexanders(Russo),Diego(Colombiano),Felipe(Brasileiro),Eu,Alejandra(Colombiana),Claudette(Professora),
Zahra(Iraniana),Laraine(Cubana),Bárbara(Brasileira),Yanella(Cubana),
Otaviano(Russo),Alexandra(Colombiana),Anna(Russa),Igor(Russo).

Hoje foi o último dia de curso do nível 2 da francisação. Fiz todas as provas com ótimo aproveitamento e consequentemente um ótimo resultado. Foram 4 dias de avaliação: oral, interpretação,gramática e produção escrita. Depois do último exame nos reunimos e fomos almoçar num restaurante, foi maravilhoso, me diverti muito com os amigos "canadenses".

Estou de férias até terça que vem, quando começa o nível 3.

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Outono


O último post escrito foi no último dia de verão e há 15 dias atrás a gente não tinha muita noção do que era o outono. E ele chegou tão rápido, as árvores começaram a mudar, sem a gente se dar conta.
Um belo dia as árvores estavam lindas, coloridas, uma mistura de vermelho, amarelo, laranja e verde. O outono chegou e o frio também. Ainda não está um frio de matar, até porque aqui em Montréal o "sentir frio" é diferente (pelo menos até o momento, rsrs). Os québécois (quebequenses) amam essa estação porque não é o sol de matar nem o frio insuportável do inverno. Eles sugerem muito que a gente aproveite essa fase do ano pra viajar porque é fora de Montréal que mais se vê as lindas árvores coloridas.
Seguimos os conselhos e fomos para Trois-Rivières no feriado de ação de graças. É uma cidade a + ou - 1 hora e meia de Montréal que fica na região de Mauricie (O Québec é dividido em várias regiões, Mauricie, Lanaudière, Laurentides, Nord-du-Québec, Outaouais, Centre-du-Québec,etc, etc, etc).
Fomos por uma estrada mais lenta, que se chama Chemin du Roy, passamos por muitas cidadezinhas lindas e paramos em uma cidade bem pequena que se chama Louiseville, estava tendo o festival de sarrasin, que é um tipo de farinha que se faz uma massa, parece um crepe e se chama galette. Nós comemos e aprovamos, é muito gostoso.
Nós conhecemos o "Parc National de la Mauricie", fica a 1 hora de viagem de Trois-Rivières e vale muito a pena conhecer. Muito lindo, a paisagem sensacional! São 60 km de estrada dentro do parque para ir de carro e as trilhas a pé são facílimas.

Trois-Rivières também é uma cidade muito arrumadinha, bons restaurantes, povo receptivo. Foi considerada em 2009 a capital cultural do Canadá. Nós comemos em um restaurante (Mondo) que foi voto unânime, o melhor restaurante até o momento que nós já fomos no Canadá. É uma cidade ótima para passear mas pra morar, jamais, muito pacata. É legal para quem gosta de tranquilidade.
Voltamos por outra estrada e conhecemos Drummondville que é uma das principais cidades da região do Centre-du-Québec, também bem arrumadinha e bem tranquila.
E uma coisa que a gente não pode deixar de comentar aqui: é só sair de Montréal pra gente ver a quantidade de idosos que existem aqui, em Montréal a gente vê muito mas fora de Montréal a gente, praticamente, só vê idosos. Daí a gente entende porque o país precisa tanto de pessoas novas.
É isso, nossa viagem foi ótima. Estamos curtindo bastante o outono porque o inverno promete.
Bjs em todos,

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Liberdade!


Eu gosto de vir no blog e me expor um pouquinho. Na verdade, eu gostaria que todos vocês sentissem um pouco do que a gente sente e vive aqui.
Gente, é difícil expressar esse sentimento de liberdade tão bom que a gente sente.
A liberdade no Canadá é uma coisa que a gente carrega diariamente. Há 3 meses que eu não sinto mais aquela angústia que eu sentia quando eu me lembrava que amanhã seria mais um dia de trabalho. E que eu não saberia como seria o dia!
Todos os dias eu vou pro curso, (sabendo que eu tenho um bilhão de trabalhos pra entregar e que eu preciso me expressar em uma outra língua) tranquila, tranquila, tranquila. O tipo de cobrança é tão diferente, existe um respeito recíproco.
Eu me acabo de rir quando converso com alguns professores e eles dizem que estão cansados (estão trabalhando há 1 mês apenas) e precisam tirar férias. É cômico, né?
Be acabou de chegar em casa, são 22:00, ele estava jogando tênis em um parque aqui perto. Ele entrou me dizendo, Montréal é irado. Que lugar incrível, sair de bicicleta, ver a lua cheia, sentir o vento no rosto. Eu juro que eu não comentei nada do que eu estava escrevendo, estávamos pensando e sentindo a mesma coisa.
Realmente é difícil de explicar. Eu só posso dizer que é muito, muito, muito booommm.
E nós só temos que viver o dia, aproveitar o que ele tem para nos proporcionar.
Meu estado de espírito nesse momento é de pura felicidade, estou deitada, flutuando na liberdade, literalmente.
Bjs em todos.

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Medalha de Ouro!


Eu comecei a estudar do zero o francês na Aliança Francesa em Salvador. Quando me mudei para Porto Alegre retornei um nível e estudei quase tudo de novo e assim que cheguei aqui entrei num curso(como comentei num outro post), então eu estudei muita coisa novamente. Claro que estudar aqui é outro nível, escutar o idioma o dia todo é bem diferente de estudar num país da sua língua materna.
Quando começou a francisação oficial na Universidade du Québec à Montréal(UQAM), eu entrei no nível 1 (são 3 níveis), e isso me deixou extremamente frustrada pelo fato de sentir que eu tinha retornado tudo de novo.
Foi uma verdadeira luta pra conseguir mudar de turma e ir pro nível 2, quase 1 semana de aula perdida e uma luta para pegar os assuntos perdidos, muitos deles eu nunca tinha visto e tive que estudar sozinha.
Hoje eu recebi da professora "medalha de ouro" por ter tirado a segunda melhor nota da sala. Estou muito orgulhosa de mim mesma, uhuhu!

Congé du travail!


Nossa, como passou rápido! Eu me lembro como se fosse hoje escrevendo o post do feriado de independência do Brasil, 7 de setembro, do ano passado.
Aqui no Canadá o feriado é dia 6 de setembro, dia do trabalho, ótimo para nós que não perdemos o hábito dos feriados. Mas por outro lado aqui é bem diferente. Um dia sem trabalhar é um dia sem ganhar, já que se ganha por hora.
Independente disso aproveitamos muito nossos dias de folga.
Nossa rua estava uma festa. Toda a rua foi fechada para a "Vente à Trottoir", Venda de Calçada. Todos os restaurantes e bares põem as mesas do lado de fora e as lojas colocam as coisas à venda nas calçadas com 40% a 70% de desconto. É uma boa oportunidade para comprar coisas boas com preços muito mais acessíveis. Be aproveitou e comprou a bota de neve dele, iradíssima!
Jogamos sinuca num barzinho aqui perto de casa, que nos foi apresentado pelo meu patrão, o querido Lélé. Foi muito legal!


Além disso, saimos com nossos amigos, Tâmara, Anderson e João para comemorar o aniversário de Tâmara. Compramos um bolo e fizemos uma pequena surpresinha pra ela, que eu não posso contar aqui, hihihi.
Fomos a um restaurante no Vieux Port e a comemoração foi muito massa!
(Babys, desejamos muitas felicidades pra você hoje e sempre!!!!)


Eu estou começando a me preocupar com o tempo, pelo visto minhas andanças de bicicleta vão ter que parar. Eu não consigo mais viver sem ela, rsrsrs. Minha bike virou minha companheira leal. E Be começou a jogar tênis, está animadíssimo! E agora ele vai começar a jogar futebol numa quadra indoor.
Eu vou deixar pra falar sobre a mudança de clima em um outro post.
É isso, aproveitamos muito nosso feriado e hoje a vida recomeçou!
Bjs, saudades muita.

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Un peu sur Montréal


"Montréal é a segunda maior cidade do Canadá. Os religiosos franceses que fundaram Montréal em uma ilha no século XVII ficaram surpresos ao ver como esta vibrante metrópole sabe desfrutar a vida e ficou famosa pela "joie de vivre"(alegria de viver). Daquela época permaneceram algumas das igrejas mais bonitas dos país, com suas torres se destacando na paisagem.
Montréal se localiza na confluência dos rios São Lourenço e Ottawa, o que a tornou o primeiro grande centro comercial do Canadá. Sua fundação data de 1642, com a chegada de um grupo de católicos franceses que estabeleceu aqui um porto e uma comunidade cristã. Com a transferência de grande parte do poder econômico para Toronto, Montréal hoje se destaca mais pela diversidade cultural do que por sua importância geográfica.
Cerca de 70% de seus 3 milhões de habitantes têm ascendência francesa, 15% são de origem britânica e os principais grupos étnicos estão representados entre os 15% restantes. Muitas pessoas falam três ou mais línguas. As comunidades formam uma espécie de mosaico, como os anglófonos (quem fala inglês) na parte oeste, francófonos (quem fala francês) na parte leste e demais grupos étnicos espalhados por toda a ilha.
Embora essa divisão se verifique na prática, ela não é rígida: canadenses de origem inglesa frequentam os restaurantes e bistrôs do centro histórico francês, e os de origem francesa visitam a região tradicionalmente inglesa. Os bairros mais interessantes esparramam-se nas encostas do lado sul do Mont-Royal - o morro de 234m que deu origem ao nome da cidade. Junto ao rio estão as ruazinhas de pedra da Vieux-Montréal (Velha Montréal). A principal área comercial fica mais ao norte, na Rue Saint-Catherine e nos corredores da cidade subterrânea, um complexo de casas, lojas e centros de lazer que se esconde debaixo da movimentada cidade. Outras atrações modernas incluem o estádio do Olympic Park e o Musée d`Art Contemporain, construído na década de 1990 para completar os ótimos museus históricos da cidade."

Fonte: Guia Visual Publifolha Canadá

Eu e Be estamos a cada dia mais apaixonados por essa cidade fantástica!

Au revoir!!!

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

A mordomia acabou!!!


Achar emprego em Montréal não é difícil, o difícil é entrar na nossa área de trabalho e ter a primeira oportunidade na área. Aqui no Canadá todo empregador pergunta pela "experiência canadense". Mas como ter a experiência canadense se acabamos de chegar no país? Primeiro precisamos de uma oportunidade para conseguir mostrar o nosso potencial.
Essa semana Be começou a trabalhar na sua área e estamos felicíssimos.
O meu curso de francês a "tempo pleno" começou, a aula começa às 9:00 e termina às 16:30. Além do curso, eu comecei a trabalhar num restaurante brasileiro chamado Lelé da Cuca e está sendo uma oportunidade maravilhosa. Como eu atendo pessoas do mundo inteiro eu pratico o francês, o inglês, o português e o espanhol, está sendo ótimo.
A mordomia acabou literalmente mas eu sinto que a nossa vida canadense começou de verdade. Mesmo com tanta coisa pra fazer, mesmo com o cansaço, aqui ainda supera e muito a vida, a qualidade de vida, no Brasil.
Nada é de graça, como em qualquer lugar do mundo só se consegue as coisas com muito esforço.
Só o fato de termos muitas expectativas de crescimento já nós deixa satisfeitos, e isso, realmente, não tem preço!!!

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Comentários


Queridos amigos e família,

muitos de vocês não conseguiam comentar no final dos posts e nos mandavam email.
Nós descobrimos o problema e agora todos podem fazer seus comentários direto no blog.
Nós amamos receber os comentários, por isso mandem brasa.

Grande beijo,

Roberta e Bernardo.

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Montréal sobre Rodas


Montréal é conhecida como "cidade sobre rodas" no verão. A gente vê muita gente sobre os patins, bicicletas, skates e tudo que há rodas.
Assim que a gente se mudou para o Plateau Mont Royal e a nossa casa tinha condições de guardar duas bicicletas decidimos comprá-las e foi uma das melhores compras para a nossa nova vida aqui.
O plateau é um bairro cheio de vida, muitos barzinhos e restaurantes pelas ruas, tem um dos parques mais bonitos da cidade, o parque Lafontaine, muitas pessoas de bicicletas, patins, skates e muitas ciclovias. Ciclovias mesmo, de verdade, com direito a sinal de trânsito com o símbolo da bicicleta e tudo mais.
Nos andamos de bicicleta todos os dias. Be vai para tudo quanto é canto de bicicleta, até pra pegar algum trecho de metrô ele vai com a bike.
Esses dias nós fomos ao Canadian Tire comprar um chuveiro, voltamos com o chuveiro, dois bancos e uma escada, e tudo na bike, rsrs.
Eu também ando todos os dias, vou pro curso de inglês, ao supermercado, resolvo tudo de bike. Mas é claro que eu sempre dou uma olhadinha no mapa antes de sair de casa pra ver se tem alguma ladeira, que eu não sou besta, né? rsrsrs. Mas sempre tem o lado bom das coisas, minhas roupas andam bem leves, emagreci 3 kg nessa brincadeira.
Semana que vem começa o curso integral de francês e com certeza eu irei de vélo (bicicleta em francês) todos os dias, mesmo com uma ladeirinha no caminho.

Cousine Clarice à Montréal


Semana passada tivemos a visita de Clarice em Montréal. Ela é prima de Be, morou alguns anos em Vancouver, alguns anos em Miami e agora está de mudança com o marido para São Francisco, Califórnia. Nada mau, heim?!?!
Ela veio pra um congresso em Montréal e nos deu o presente de ficar hospedada na nossa casa. Eu não sei quem estava mais feliz, se éramos nós, por ter uma pessoa querida aqui e também uma parenta(rsrsr) em casa ou se era ela por agora ter uma família na América do Norte.
Os dias voaram, mas a gente conseguiu colocar o papo em dia. Saimos pra jantar com alguns amigos Canadenses dela num restaurante muito bom. Conhecemos pessoas maravilhosas! Foi tudo muito bom!

Esperamos você aqui mais vezes.
E pode nos aguardar ai que quando o inverno chegar de verdade nos vamos curtir a Califórnia, hehehehe.
Bjãoooo

sábado, 7 de agosto de 2010

Sushi chez nous.

Ontem foi um dia muito legal!!! Como uma amiga nossa de Porto Alegre estava em Montréal decidi fazer um pequeno encontro aqui em casa regado a comida japonesa. A presença de Janaína não foi possível no encontro, ela veio mais cedo, ficou comigo e Be, mesmo assim o jantar foi bem animado com os nossos amigos brazucas. O susuhiman Anderson colocou a mão na massa e foi tudo muito legal, o cara cozinha muito!!!
Conversamos bastante sobre tudo. E o mais legal foi a mistura da cultura brasileira, nós (eu, Be, Tâmara, Anderson e João) de Salvador/Rio e Renata e Gian de Porto Alegre.
Passei o jantar aprendendo a fazer sushi com Anderson. Eu já tinha uma noção mas nunca acertava o ponto do arroz.

Hoje fiz um japa maravilhoso pra mim e Be. Ficou ótimo!!! Gente fina é outra coisa, comendo Japa em casa em plena Montréal. E Be fica feliz que só!


À la vôtre ou Tchin Tchin!

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Osheaga 2010

Esse final de semana fizemos uma extravagânciazinha cultural, fomos pro Festival Osheaga. Foram muitos shows, Arcade Fire, Weezer, Metric, The Cat Empire, The National, K`naan, Keane, Snoop Dogg, Pavement, Jimmy Cliff, Sonic Youth, Ariane Moffatt, tenda eletrônica, ufa!, e muito mais. O show de Keane foi demais, pra mim foi a melhor banda de todas!
Teve Seu Jorge e a banda Almaz, foi super legal também. Pena que eu não conhecia quase música nenhuma. É tão bom poder cantar em português.
Um astral massa, cada um respeita o espaço do outro. Nada de empurra-empurra. Levamos nossas cadeiras portáteis, coisa básica em Montréal.
E curtimos cada centavo!!!!
video

domingo, 1 de agosto de 2010

SAUDADE!


Eita palavrinha complicada!!! Palavra que só existe no dicionário português mas, penso eu, que seja uma palavra que vive dentro das pessoas no mundo inteiro.
Essa semana a saudade me pegou e pegou com vontade.
Oh saudades do meu pai, da minha mãe, do meu irmão. Todos os dias eu fico imaginando o que eles devem estar fazendo naquele momento. Como estão na fazenda nos finais de semana. Será que minha mãe está mais disposta hoje? Será que meu irmão está ajudando nos afazeres do dia a dia? Será que meu pai está dormindo sentado na poltrona da sala?rsrsrs. São pensamentos diários na minha vida.
Saudades dos meus amigos queridos, que eu amo tanto de paixão. Saudades demais de todos vocês, nosssssaaaaaa!!!!!!
Eu acho que o difícil mesmo não é enfrentar esse sentimento e sim não saber o dia que vou vê-los novamente. Chega a doer só de pensar!
Saudades da minha vida em Salvador. É a minha terra, o lugar, a cidade onde a minha energia se completa.
Mas é isso, quando a gente busca a realização de um sonho tem que saber também as consequências que virão no caminho.
Bjos com muitas saudadesssss.
Roberta.

terça-feira, 27 de julho de 2010

Visita do Sogro!

Logo após a loucura da mudança recebemos a primeira visita na nossa nova casa, o meu sogro. E como hoje é o aniversário dele, gostaria de agradecer os dias (poucos, uma pena!)que passou conosco em Montréal. Foi tudo muito legal, aproveitamos cada minuto.
Visitamos o Parc Mont Royal, comemos japônes, tomamos chopp quebecois, fomos em um festival no Parc Jean-Drapeau, foi uma farra! Muito legal mesmo!!! Merci Beaucoup!!!

Feliz aniversário.

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Nosso AP Montrealaise

Em primeiro lugar eu gostaria de fazer um agradecimento a nossa amiga gaúcha, Ale Azambuja, que nos ajudou a vender todos os nossos móveis e objetos de casa em Porto Alegre e por causa dela hoje pudemos comprar tudo do nosso novo apartamento, que ficou muito lindo e confortável, sem peso na consciência, rsrs.
Amore, muito obrigada por tudo mesmo, por mim e por Be, de coração. Muito obrigada a você, a Miguel, que não mediu esforços na hora de carregar as coisas pesadas, sempre com um sorrisão no rosto e a pequena Maria Luiza que era a alegria de todos os nossos momentos juntos. Nossa casa também é da família Azambuja e está aqui preparada para receber esses eternos canadeneses.

Bem, nossa mudança foi uma verdadeira loucura. Para quem sabe e para quem não sabia, nós alugamos um apartamento provisório no centro da cidade, para os meses de junho, julho e agosto, e dia primeiro de julho no Québec é o dia nacional da mudança. Resultado, esperamos o dia primeiro passar para começar a procura de apartamento.
Vimos num site de imóveis um apartamento muito lindo num bairro bom, tudo bom. Fomos visitar, foi amor à primeira vista.
Mesmo assim não fechamos nada e decidimos olhar outros. Eu fiquei com medo de estar pagando caro, de não ser bom como a gente achava. Passamos a semana em função e chegamos a conclusão de que esse apartamento tinha sido um achado mesmo. Não só pelo apartamento ser todo novo (coisa rara em Montréal) mas o preço também estava ótimo.
Fechamos com a imobiliária, tudo certo para primeiro de agosto.
Mas a pessoa que estava no nosso atual apartamento tinha pressa em sair e já tinha pagado todo o mês de julho e fez uma proposta indecente pra gente entrar logo.
Ficamos malucos porque o apartamento que a gente tava era muito pequeno.

Vinha pela frente uma nova etapa, conseguir alugar o apartamento provisório para os dias de julho que faltavam e agosto. Colocamos no site e logo fechamos com um Argeliano do dia 20 de julho a 31 de agosto, perfeito! Encontramos o cara, ele pagou, passamos pra ele um papel feito a mão e assinado por Be, rsrsrs, coisas interessantes do Canadá, aqui a palavra vale muito mais do que um papel. E no exato momento que conversávamos com o Argeliano, liga uma menina do Brasil, de Salvador querendo alugar do dia 10 a 20 de julho, muita coincidência!
No Canadá é muito normal uma pessoa passar o contrato ou sublocar o imóvel. Começamos o planejamento de mudança já que tínhamos 2 dias para isso. Dividimos o aluguel de um carro com um casal de amigos, Tâmara e Anderson, e domingo cedinho fomos pra loja IKEA, essa loja é tudo de bom!
Lá, compramos tudo, móveis da sala, do quarto, escritório, utensílios de casa, tudo, tudo, tudo! Passei a semana montando móveis, armando cortina. Nós que fazemos essas coisas aqui, é muito caro pagar a um montador.
O apartamento está muito fofo. Até Be está se comportando melhor, cuidando mais das coisas, me ajudando nos afazeres de casa. Tá tudo muuuuiiiito legal!
É isso, enquanto vocês curtem as notícias daí, a gente curte nosso apezinho aqui.

Au Revoir!

quinta-feira, 8 de julho de 2010

1 mês no Canadá


Há um tempo que eu venho pensando no que colocar nesse post. Em apenas 1 mês tanta coisa aconteceu nas nossas vidas, tanta coisa legal, mudanças boas.
Eu não gostaria de esquecer nada mas sei que é meio difícil.
Pois bem, o Canadá é um país sensacional, de muitas oportunidades.
Muita gente aqui, muitos brasileiros inclusive, falam que isso é conversa pra atrair pessoas para um país tão grande e tão pouco populoso, mas isso não é verdade. Para quem não fala a língua, realmente acaba sendo mais difícil, mas pra quem fala e quem tem interesse em aprender, o governo dá tudo de mão beijada.
Pode ser que em algum momento eu venha aqui falar o contrário, possa ser que algum dia eu me decepcione, nunca se sabe, mas até o momento nós estamos tendo muitas oportunidades e estamos aproveitando todas elas.
Em 3 semanas eu comecei o curso de francês, que é gratuito e muito bom por sinal, e o curso de inglês, que eu pago 65 dólares por mês, também muito bom.
Be já fez algumas entrevistas de emprego, foi chamado para todas mas não era bem o que ele queria, então continua à procura.
Nós achamos um bom apartamento pra morar, mudamos mês que vem, num ótimo bairro, bem a nossa cara, boêmio e ao mesmo tempo bem tranquilo. O apartamento é bem aconchegante e isso é importante para os dias de inverno, já que ficamos muito tempo em casa. O tempo aqui está de matar, Montréal 40 graus. Desde segunda que passamos por uma onda de calor insuportável.
Andamos numa boa pela cidade, o transporte funciona perfeitamente, é muito seguro. Todos os lugares são bem sinalizados, não tem como se perder.
Comemos todas as verduras e frutas que comíamos no Brasil, feijão, arroz e muitos frutos do mar. A alimentação está maravilhosa.

Curtimos o francofolie, a fête nacional du Québec, o festival de jazz.
Quando se fala em lazer aqui não é o problema. Tem um bilhão de coisas pra fazer, os parques são lindos e existem vários distribuídos pelos bairros.
Muitas bicicletas pelas ruas e muita consciência com o meio ambiente. Não se usa sacolas plásticas (pelo menos os mais conscientes), elas custam 5 centavos nos supermercados. Todo mundo tem um carrinho de compras. Nós temos um carrinho chinês, que tem 3 rodinhas para facilitar as subidas nas escadas dos mêtros.
Também é nos mêtros que observamos as pessoas mais esdrúxulas, é cada coisa, rsrs. Mas o importante é a liberdade de cada um, que segue o seu perfil e os seus princípios.
Preconceito com negro ou gay?!?!? O que é isso? Aqui não existe há muito tempo. Todos são iguais mesmo.
É aqui também que vemos os jovens da década de 60 e 70, hoje com seus 60 ou 70 anos, fumando um baseado vendo um show ou curtindo o domingo no parque. É cada figura....rsrsr.
A vida é barata e pra se viver bem não é preciso muito. E era exatamente isso que eu e Be procurávamos. Sei que no início não será assim, a gente tem que ralar muito para ter uma boa situação, mas isso não nós causa um tremor como era no Brasil.

Acho que fizemos uma ótima escolha e estamos muito mas muito felizes com ela.
Um grande beijo a todos, muitas saudades (essa é a parte difícil da trajetória).
Roberta e Bernardo

sábado, 26 de junho de 2010

Jour de Saint Jean Baptiste


O dia de São João foi um dia muito especial para nós dois. Completamente diferente do que estávamos acostumados a viver no Brasil. Nós desfilamos junto com os quebequenses na festa mais tradicional do Québec, fête de Saint Jean Baptiste. www.fetenationale.qc.ca
Be viu o anúncio no jornal do desfile e ligou para fazer a nossa reserva, tivemos a maior sorte, conseguimos as duas últimas vagas.
Acordamos bem cedinho e fomos para o lugar indicado. O desfile é feito com bonecos gigantes, e esses bonecos são cópias de pessoas que fizeram a história do Québec.
Nos mandaram para a ala "Louis Cyr", que foi o homem mais forte do mundo. Ele viveu de 1863 a 1912 e levantou 454kg com apenas 1 dedo. Ele ficou famoso na sua época mas até hoje é considerado o homem mais forte do mundo.
Foi tudo ótimo, super organizado, uma sala imensa de figurinos. Eu troquei de figurino 3 vezes até ficar fantasiada de flor de lis, que é o símbolo do Québec. Adorei a minha fantasia!!!

E Be foi fantasiado de homem sanduíche, ficou muito engraçado. Ele carregou uma madeira tipo aquelas que os vendedores de ouro usam nos centros das capitais brasileiras. Muito cômico, kkkkk.

Foi super legal, nós divertimos muito mas o melhor foi viver uma coisa tão local.
Tem fotos nossas em sites de programas de TV daqui, estamos virando celebridades,kkk.
Depois do desfile encontramos os nossos amigos brasileiros e fomos curtir a festa do Québec. Rolaram vários shows super legais num parque maravilhoso. Aqui o que não falta é parque maravilhoso. E os shows também foram ótimos porque eles colocam bandas de todos os tipos de música, francesa, americana, africana. É bem democrático.

Então é isso, estamos aproveitando muito nosso tempo.
Feliz São João para todos!!!!

terça-feira, 22 de junho de 2010

Brasil rumo ao Hexa!!!!


Nós estamos aproveitando ao máximo a copa do mundo. Todo encontro para o jogo é uma festa. Eu acho que todo mundo fica ansioso para o próximo encontro/jogo.
Também com essa galera massa que está aqui. A gente só tem que agradecer.
O primeiro jogo nós fomos para um restaurante Brasileiro "Lelé da Cuca" (www.leledacuca.com), cujo dono é um baiano, arretado, que faz comidas maravilhosas. Comi acarajé, não como o da Bahia, né (aqui é complicado de fazer)? Nem no sabor, nem no preço (18 dólares a porção com 3 unidades, uuiiii!!!) Mas deu pra matar à vontade.

Belisquei um pouco da feijoada do povo, uma delícia!!! E tem muitas outras coisas, escondidinho de carne seca, bobó de camarão, guaraná antarctica, acreditem!!!
Vocês podem ver que de fome não morreremos.
Nos sentimos em casa no Lelé da Cuca, fizemos aquela bagunça típica de brasileiro, muita zoada, com direito a vuvuzela e tudo mais.

O Brasil não teve um desempenho como esperávamos, mas valeu! Esperamos uma melhora na próxima.
É isso ai, vamos lá Brasil, todo mundo junto, pra frente BRASIILLLLLL!!!!
Bisous,